Bem vindos/as ao blog sobre solteirice, no dia dos solteiros e solteiras!

Este é um espaço para dar visibilidade a estudos, comentários de notícias e outros materiais midiáticos sobre solteirice e temas afins, trazendo também atualização sobre eventos científicos e culturais acerca do tema.


A ideia de fazer um blog vem com meu estudo de tese sobre o tema, com intuito de divulgar e construir rede com pessoas disponíveis para construir os dados. E desde então, considero importante ter este espaço como uma devolutiva social do investimento na pesquisa. O estudo de tese "A solteirice em Salvador: desvelando práticas e sentidos entre adultas/os de classes médias" focou em pessoas solteiras e que moram sozinhas na capital baiana, (re)construindo o conceito de solteirice, visto em suas dimensões de estado civil, solidão, estilo de vida e liberdade - principal sentido atribuido à solteirice.


O blog antigo "solteirice-salvador.blogspot.com" vem agora ser substituído por este, mais dinâmico e que agrega outras mídias para que o conhecimento sobre o tema chegue a mais pessoas!


O novo blog entra no ar no dia dos solteiros e solteiras, no meio da pandemia da covid-19, que vem desafiar os modos de viver a solteirice. A liberdade que tanto representa esta condição, mas que não é tão celebrada na nossa cultura - pelo menos não tanto hoje, no dia dos solteiros, como é celebrado o dia dos namorados - se encontra restrita na pandemia. E para buscar conhecer um pouco como tem sido estas vivências, as minhas queridas alunas, Clara Mazzei e Francileide Araujo, produziram um documentário com depoimento de mulheres solteiras em isolamento social no Brasil pandêmico. O documentário ficará disponível no nosso canal no youtube "solteirice" às 19hs.


E vem mais notícias sobre a solteirice na pandemia por aí. Neste espaço vamos compartilhar notícias do estudo em curso sobre vivências da solteirice na pandemia, que se expande do contexto baiano para o brasileiro, polonês e estadunidense, além de comentários sobre o tema e como tem sido apresentado nas mídias brasileiras.


Eu sou Darlane Andrade, professora do Departamento de Estudos de Gênero e Feminismo da Universidade Federal da Bahia e junto com minhas alunas e colegas parceiras/os, vamos alimentar este espaço com muito carinho!


Sejam bem vindas/os!









4 visualizações0 comentário